fbpx
SILVA & SILVA INTELIGÊNCIA JURÍDICA PARA VENCER

Supremo julga no dia 28 validade da lei da contribuição sindical

HomeImprensaSupremo julga no dia 28 validade da lei da contribuição sindical

Supremo julga no dia 28 validade da lei da contribuição sindical

5 de junho de 2018

Agora foi a vez da ABERT (Associação Brasileira das Emissoras de Rádio e Televisão) ingressar com Ação Declaratória de Constitucionalidade (ADC) perante o Supremo, pedindo o reconhecimento da validade da Lei 13.467/2017 (Reforma Trabalhista), que atesta o contrário, ou seja, que a contribuição é voluntária, não mais obrigatória.

O conhecido imposto sindical era obrigatório antes da Reforma Trabalhista: um dia de trabalho de cada funcionário era descontado dos salários a cada ano, e repassado pelas empresas aos Sindicatos.

Na opinião da Dra. Cássia Cristina da Silva, advogada trabalhista do escritório Silva e Silva, Advogados Associados, de Florianópolis, a Abert ingressou com a ação justamente para que o STF confirme definitivamente a regra. “Pois que muitos sindicatos ainda estão questionando a norma nos Tribunais inferiores e, até mesmo, em muitos casos, pressionando as empresas de maneira extrajudicial”. A advogada reforça: “Que fique claro: não há mais obrigação legal de recolher o imposto sindical, o que só pode ser feito se o funcionário autorizar expressamente.”

Essa não é a primeira ação direta sobre o tema no STF. O tema será julgado no próximo dia 28, na Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 5794, do relator ministro Edson Fachin, pelo fim da obrigatoriedade da contribuição. A ADC 55, da ABERT, será apensada a de número 5794 para ser julgada com os demais processos sobre o tema no Plenário.

Meu Balneário /Diário da Cidade/ Jornal Floripa

WhatsApp chat