SILVA & SILVA INTELIGÊNCIA JURÍDICA PARA VENCER

Modulação da decisão que proibiu alíquota maior de ICMS será retomada no STF

HomeNotíciasModulação da decisão que proibiu alíquota maior de ICMS será retomada no STF

Modulação da decisão que proibiu alíquota maior de ICMS será retomada no STF

O julgamento sobre a modulação da decisão do STF que proíbe alíquotas maiores de ICMS para energia elétrica e telecomunicações será retomado em sessão virtual da Corte, entre os dias 10 e 17 de dezembro. A análise do caso havia sido suspensa, após pedido de vista do ministro Gilmar Mendes.

Na decisão de mérito, por maioria de sete a três, o Plenário do Supremo reconheceu o direito de uma empresa de recolher ICMS incidente sobre energia elétrica e serviços de telecomunicação com alíquota de 17%, conforme prevê uma lei estadual de Santa Catarina — e não com alíquota majorada, de 25%. Mas, como se trata de julgamento com repercussão geral reconhecida (Tema 745), a decisão vincula todos os tribunais inferiores.

Na ocasião, foi fixada a seguinte tese: “Adotada, pelo legislador estadual, a técnica da seletividade em relação ao Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços — ICMS, discrepam do figurino constitucional alíquotas sobre as operações de energia elétrica e serviços de telecomunicação em patamar superior ao das operações em geral, considerada a essencialidade dos bens e serviços”. Segundo a mesma decisão, os requisitos referentes a restituição e compensação tributária situam-se no âmbito infraconstitucional.

Modulação
O julgamento de mérito acabou sendo suspenso, para análise posterior sobre a modulação dos efeitos da decisão. O Plenário virtual começou a apreciar a questão em sessão iniciada em 26 de novembro. O relator, ministro Dias Toffoli, foi o único a votar. Propôs que os estados reduzam a alíquotas de ICMS a partir de 2022, mas o julgamento foi novamente suspenso, após o pedido de vista de Gilmar.

Fonte: ConJur