fbpx
SILVA & SILVA INTELIGÊNCIA JURÍDICA PARA VENCER

Consumidores negativados recorrem a empréstimos facilitados, diz pesquisa SPC/CNDL

HomeImprensaConsumidores negativados recorrem a empréstimos facilitados, diz pesquisa SPC/CNDL

Consumidores negativados recorrem a empréstimos facilitados, diz pesquisa SPC/CNDL

Um mercado de milhões de inadimplentes é o que atrai bancos e financiadoras especializados em conceder créditos para negativados. Dos devedores, 29% dizem que esses empréstimos são a única forma de pagar as dívidas. Pela rapidez de limpar o nome são 27% e 25% disseram que não conseguiram em bancos tradicionais. Os dados são do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). Os consumidores que na prática recorrem a este tipo de serviço, no entanto, somam 16%.

Alerta o especialista em direito bancário, Dr. Maiko Roberto Maier, do Silva e Silva Associados, de Florianópolis, esses consumidores enfrentam altas taxas de juros para quitar dívidas. “É a forma de compensar uma com outra cobrança”.

Ele cita, como exemplo, o caso de quem usa o cartão de crédito como extensão de renda. Na primeira semana de junho, o Conselho Monetário Nacional adotou novas regras de cobrança e de relacionamento com os clientes. Sobre os juros, mudou a regra para o pagamento mínimo da fatura, chamado rotativo regular. As instituições não podem mais aumentar esse juro caso o cliente não pague nada do seu débito. Antes, havia um aumento da taxa de juro para quem pagava o mínimo da fatura.

De toda forma, todas as taxas devem ser claramente explicitadas. Para o Dr. Maiko Maier, a transparência das informações é muito importante para o consumidor: “mesmo com os maiores juros do mundo, muitas vezes, senão sempre, as instituições financeiras cobram valores maiores do que os devidos dos clientes – valendo-se de cláusulas confusas e da dificuldade das pessoas em entender como funcionam os cálculos bancários.”

INFORME FLORIPA

 

WhatsApp chat